Blog Ueepa!

Conheça a história da Press Kit Criativo!

Uma empresa que nasceu ao acaso. Voltar ao Início

Hoje Ueepa! Traz um case um pouco diferenciado, já que os produtos dela não são voltados ao público em geral. É importante que você conheça cases como este para entender que indiferente do tipo do seu negócio e do setor de atuação, é possível empreender e, é claro, ter sucesso!

O nome da empresa é Press Kit Criativo. E você sabe ou imagina o que é um “press kit”. Vamos explicar: é uma ferramenta de comunicação utilizada por empresas que traçam planejamento de “relação com a imprensa, blogueiros ou mesmo outros tipos de comunicadores”.

Para facilitar o entendimento, vamos dar um exemplo: suponhamos que uma marca vá lançar um produto, todas as informações desse novo produto precisam chegar até esses comunicadores para que eles possam divulgar e informar o público sobre a chegada desse produto nos pontos de venda. Pois bem, esta empresa, que é nosso case de hoje, cria kits diferenciados para que este comunicador seja impactado de uma forma criativa e não deixe de noticiar esse produto.

A Press Kit Criativo cria as ideias, transforma essa ideia em realidade e também faz as entregas dos press kits, ou seja, entrega nas mãos do comunicador. O trabalho é feito de uma ponta a outra. Resumidamente, é assim que podemos descrever a empresa.

É uma atuação bastante especifica, o que sugere que os clientes não são encontrados com tanta facilidade. Geralmente as pessoas que necessitam deste tipo de trabalho estão dentro do departamento de marketing ou de assessoria de imprensa de cada empresa. As agências de comunicação são o grande alvo da Press Kit Criativo.

Mas, aí você pensa: “mas como nasceu esta ideia? ”. Bem, para obter esta resposta Ueepa! Conversou com Karla Calado, fundadora da empresa.

Como surgiu a Press Kit Criativo?

Surgiu de uma necessidade. Eu trabalhei durante 12 anos em agências de comunicação e em meus planejamentos eu sempre sugeria ideias de press kits para enviar para imprensa, porém não havia quem executasse as ideias. Era preciso gente especializada para transformar as ideias em kits reais. Por exemplo, o primeiro a ser elaborado foi um super trunfo personalizado com informações especificas do produto do meu cliente – que foi um sucesso! Daí em diante surgiram novas oportunidades, então, por que não tentar? Incialmente não existia ideia de empresa. Era só uma segunda renda. Mas as solicitações foram surgindo aos poucos, pois meus colegas de trabalho viram que tinha dado certo e começaram a solicitar orçamentos de outros press kits.

Quais foram as maiores dificuldades do início?

Acho que nessa fase, na qual nem pensamos em ter uma empresa, uma das maiores dificuldades era conciliar o trabalho com esse segundo projeto. Mas os pedidos de ideias + produção iam chegando, afinal não havia outra empresa especializada em press kits no mercado.

Além disso, tínhamos um problema sério com fornecedores – isso enfrentamos até hoje. Não tínhamos experiência nesse ramo e muitos fornecedores não tinham boa qualidade ou não cumpriam prazos, mas só descobrimos de quebrar a cara. Virávamos noites para tentar não falhar com nossos clientes e entregar o que havíamos prometido.

Qual era a sua experiência em gerir uma empresa?

Zero. Trabalhei minha vida toda em agencias de comunicação, que inclusive hoje são meus clientes. Minha experiência era totalmente focada na área de comunicação, nunca administrei nada além da minha vida financeira. Hoje crio algumas formas de organização que sei que precisam ser melhoradas e muito. Preciso fazer cursos de gestão, utilizar mais a tecnologia a favor da organização e da produtividade. Mas sei que isso é um passo atrás do outro. A empresa existe desde 2011, porém sempre como segundo plano. Somente este ano, foquei e resolvi transformá-la em primeiro plano. Então, este ano de 2016 é o primeiro que tentamos profissionalizar os processos.

Quantas pessoas trabalham na PKC?

Três pessoas. Mas temos mais pessoas que nos ajudam como freelas em épocas mais corridas. Além disso, temos serviço de contabilidade contratado.

Quais são seus melhores clientes?

Temos empresas grandes que trabalham diretamente conosco. Porém as agências de comunicação são quem mais nos procuram. Não as vemos como clientes e sim como parceiros. Fazemos tudo para entregar um ótimo trabalho e é assim que conseguimos outros clientes, por indicação.

Como está sendo o ano de 2016 para a empresa?

Como disse anteriormente, esse é o primeiro ano que estamos profissionalizando a empresa, então comparado a 2015 foi muito bom, vamos conseguir dobrar o faturamento. É claro que mesmo tendo um bom ano percebemos uma moderação por parte dos clientes. As verbas destinadas para essas produções foram menores, comparando com anos anteriores. Mas para driblar essa situação e conseguir atingir nossos objetivos, diminuímos a margem de lucro para conseguirmos nos encaixar nas verbas de nossos clientes.

Quais são os planos para a expansão da empresa?

Ainda não temos isso traçado. Este é um ano de cautela e assim pretendemos entrar em 2017. Vamos aguardar para ver como serão os primeiros meses de 2017.

Quais são as dicas que você daria para aqueles que pretendem iniciar um empreendimento?

Não acho que estou no patamar de dar conselhos, acho que ainda preciso de muitos conselhos, rs. Mas como leio muito a respeito de empreendedorismo aprendi que é preciso ter muita paciência, organização, perseverança, força, foco e sempre trabalhar com positividade, afinal por mais que você faça as coisas de maneira correta, muitas vezes vai achar que tudo está dando errado, mas saiba que os empecilhos e as dificuldades te farão ainda mais forte.

© 2021 Ueepa!