Blog Ueepa!

Empreendedor inova no setor Pet brasileiro

São 18 anos de atuação, 19 produtos para cachorros e nenhum concorrente direto Voltar ao Início

Alguns já devem estar se perguntando "Mas cachorros podem comer chocolate?". Então, comecemos este texto respondendo a este questionamento. Os produtos não são chocolates, pois em sua composições a manteiga de cacau foi substituída por ingredientes de qualidade que não prejudicam o organismo sensível do animal, garantindo uma dieta saudável e balanceada, tornado-se totalmente adequado ao consumo canino.

Pioneira no Brasil, a Chocodog's atua no mercado desde 1998, produzindo 19 tipos de petiscos "sabor chocolate". Na ocasião que a empresa nasceu, o setor Pet ainda engatinhava no Brasil, porém nos Estados Unidos a realidade já era outra. Leia a entrevista com o fundador da empresa, Elias Almeida e conheça como surgiu esta ideia.

Como surgiu a ideia de negócio?

Inicialmente, gostaria de dizer que nós, apesar de gostarmos muito de cães, não conhecíamos o mercado Pet quando resolvemos abrir a Chocodog's. Em uma das minhas viagens para os USA, meu amigo me pediu para comprar máquina de tosa e lâminas e mostrou um catálogo de uma loja americana especializada no mercado Pet. A partir daí comecei a visitar várias feiras Pet nos EUA - que era um mercado extremamente profissional. Começamos a importar alguns itens, tais como: rasqueadeiras, pentes, tesouras, máquinas de tosa, caixas de transportes, coleiras e um chocolate para cachorro, chamado de Chocodrop (pastilha de chocolate). A compra do petisco Chocodrop chamou nossa atenção. E após uma pesquisa, descobrimos que não havia no mercado nacional nada parecido. Analisamos a fórmula do Chocodog's e decidimos fazer uma nova fórmula para produzir no Brasil um produto semelhante.

Quantas pessoas começaram a transformar a ideia em realidade?

Inicialmente, eram 3 pessoas (minha esposa, minha filha e eu).

Já haviam trabalhado no setor? Antes de abrir a Chocodog's vocês tinham experiência com Empreendedorismo?

O empreendedorismo esta na veia da família, pois deixei uma carreira de sucesso como executivo em multinacional para realizar o sonho de ter algo próprio. O momento desta decisão estava muito favorável com a eleição do Presidente Fernando Henrique, em 1994 ( com o Plano Real). Então como eu era Gerente de Importação, decidi permanecer no mesmo setor e abrir uma importadora.

Como foi o início das vendas dos produtos?

Como inicialmente importávamos produtos para o mercado Pet, participamos da 1 Pet Fair em São Paulo em 1997. O Chocodog’s era mais um produto da nossa grade de produtos e a partir da feira o mercado Pet começou a conhecer o produto, pois não havia nada igual no mercado. A consolidação da marca se deu na 2 Pet Fair em 1998, onde conseguimos vários distribuidores, que por sinal, a maioria deles estão conosco até hoje. Chegamos a ter uma loja virtual, mas por imposição de um dos nossos melhores clientes (não vender diretamente para consumidor final), fomos obrigados a tirá-la do ar, então, estudamos o custo X benefício e resolvemos abandonar a ideia de loja virtual.

Quais foram as principais e maiores dificuldades iniciais?

Como eu era executivo de uma Multinacional, tinha todo um staff ao meu redor (para todas as áreas da empresa), e acreditava que esta experiência era o suficiente para abrir a minha empresa. Mas no momento que isto aconteceu de fato, fiquei totalmente sozinho e eu era um faz tudo literalmente. A importadora foi um curso que nos custou muito caro, mas de muito valor para a criação da Chocodog’s, pois quando decidimos apostar no Chocodog’s como um único produto estávamos sem dinheiro. A falta de experiência e a disparada do dólar nos trouxe duras lições. Nosso prazo de pagamento no exterior era de 180 dias, vendíamos os produtos com um preço, quando íamos pagar, o dólar estava nas alturas, muitas inadimplência, enfim foi um caos. A partir desta experiência, comecei a fazer diversos cursos do SEBRAE - gestão, marketing, fluxo de caixa, plano de negócio, custo produto, dentre outros.

Quantos produtos vocês vendiam no início?

Tínhamos somente um produto e nossa primeira venda foi na Pet Fair. Era uma caixa display de papel cartão, contendo saquinhos de gotinha de Chocodog’s com 25g, super artesanal.

Qual é o produto carro chefe de vocês?

São dois tipos de produtos mais vendidos, Caixa Display Formato de Ossinho (para venda avulsa no balcão) e a Caixa Display Mista, nos formatos de pastilha, ossinho e tablete (saquinho sachê com 50g cada).

Vocês têm muitos concorrentes no mercado atualmente?

Nossos concorrentes são os petiscos em geral. Em 2003, uma empresa chegou a fabricar um petisco semelhante ao nosso, mas como somos pioneiros e o nosso produto tem um sabor diferenciado, os cães não gostaram do produto concorrente e os clientes pediam aos lojistas o da embalagem vermelha, que é o nosso produto.

Se pudesse voltar no tempo, o que fariam diferente?

Deixaria o orgulho e a prepotência de lado, achando que só porque trabalhava em Multinacional tinha experiência para ser empreendedor. Procuraria auxílio de profissionais (como o SEBRAE, por exemplo) para obter orientação. É importante ressaltar que até hoje procuro auxílio. Participo de um programa do SEBRAE que se chama INOVAR, com duração de dois anos, sem custo algum, com um consultor que vai à empresa periodicamente acompanhar o programa.

Quantas pessoas trabalham na Chocodog's atualmente?

Atualmente somos seis (6) colaboradores

Como foi o ano de 2015 para vocês?

Hoje o animal de estimação é tratado como filho. A classe menos favorecida pode trocar a marca dos produtos de alimentação por uma mais em conta, mas não deixarão de comprar. No nosso caso, nossos produtos são petisco, portanto, não sentimos diminuição nas vendas. Em um ano de crise, não poderíamos ficar parados, investimos em um novo site (www.chocodogs.com.br), fizemos propaganda mais intensiva em revista do ramo, abreviamos o setup de uma nova máquina, enfim não ficamos de braços cruzados.

Quais são os projetos para 2016?

Nossos projetos são: dar o setup agora em janeiro no novo maquinário e lançar até o final do ano novas embalagens.

Quais os conselhos que vocês dariam para aqueles que estão começando a empreender?

Procure o SEBRAE para obter orientação, tenham em mente que vão trabalhar muito, que o retorno é demorado, tem que ter disciplina, persistência e não faça da conta da empresa a conta da sua casa (não misture a conta de casa com a conta da empresa).

Site: http://www.chocodogs.com.br/

© 2024 Ueepa!