Blog Ueepa!

Empreendedores investem em mercado masculino de beleza

O conceito de barbearia pode parecer antigo, porém se bem trabalhado, o resultado pode surpreender Voltar ao Início

As imagens que vem a sua cabeça quando falamos em barbearia, provavelmente, são simples: homens sentados em uma cadeira, espuma, um pincel de barbear, enfim, nada muito moderno ou glamuroso. Há muitos anos os homens abandonaram o hábito de ir à barbearia. Atualmente eles mesmos fazem a barba, em casa. E pensando em resgatar o hábito masculino de frequentar barbearias foi preciso reinventar e agregar novas possibilidades de diversão num mesmo espaço com um ambiente totalmente estilizado e moderno. Uma ideia que virava realidade nas mãos dos amigos Douglas Balena, Paulo Guilhon, Rafael Falk e Ronal Balena, no ano de 2014.

O investimento inicial foi cerca de R$ 340 mil. E como todo início é algo difícil, a dedicação dos sócios gestores era, no mínimo, de 12 horas por dia. A busca por profissionais e o fato de que nenhum dos sócios ter, na época, conhecimento prévio sobre o negócio fez com eles cometessem erros, que é claro foram transformados em aprendizados. “O que difere o empreendedor do não empreendedor não é a capacidade de não cometer erros, mas a capacidade de lidar com os erros que surgem durante o processo de amadurecimento do negócio. Tivemos erros na seleção de profissionais que estiveram conosco. O perfil adequado ao modelo de negócios é fundamental. Outro erro que podemos citar foi na escolha de fornecedores, mesmo sempre fazendo extensa pesquisa. Em ambos os casos, os erros foram corrigidos com pró-atividade e, principalmente, ouvindo nossos clientes. É muito importante ter a humildade de assumir os erros e corrigi-los, sem melindres”, conta Leonardo Benites, sócio e gerente de expansão da Confraria da Barba.“De forma geral, a ideia era proporcionar uma nova experiência aos homens da região. Hoje a Confraria da Barba já tem mais de mil clientes O comportamento dos homens mudou, eles se cuidam mais que antigamente - isso é fato. Eles buscam estar sempre bem apresentados, isso do cabelo a vestimenta.

Mesmo existindo salões de beleza unissex, muitos não se sentem tão à vontade, já que o ambiente é tipicamente feminino e a grande maioria dos clientes desses espaços são “mulheres”. A Confraria da Barba é totalmente o oposto. O ambiente é totalmente estilizado e masculino.

Além de corte de cabelo e barba, a casa oferece outros de cuidados e bem estar para homens, como limpeza de pele, manicure, pedicure, depilação, massagens e, também, muita diversão. Um bar com inúmeros tipos e marcas de bebidas, mesa de pôquer, pebolim, jogos de dardos, TV disponível para jogar vídeo game, televisões com programação esportiva, hometheater, máquina de pinball. Além de proporcionar diversão, o espaço é utilizado para negócios. “É uma ótima opção para reuniões ou encontros profissionais. Nossos clientes saem com a certeza de ter tido uma experiência diferenciada. Sempre muitos satisfeitos”, comenta Leonardo Benites.

Atualmente, a Confraria da Barba tem seis sócios – além dos sócios-fundadores já citados, Leonardo Benites (nosso entrevistado) e Mauro Cardoso que PE sócio-gerente da unidade Cambuí e conta com duas unidades na cidade de Campinas – SP (Cambuí e Barão Geraldo) e uma terceira, em Nova Iguaçu – RJ, que deve ser inaugurada logo mais. O potencial do mercado de beleza masculina e a falta de redes franqueadoras com abrangência nacional foram fatores cruciais para a Confraria da Barba lançar-se como franquia, o que significa que muitos frutos ainda serão colhidos desta ideia!

Conselhos

Transforme a ideia em ação. Não existe empreendedorismo sem ação e acompanhamento contínuo. Uma ideia sem ação é tão pequena quanto um grão de areia, uma ideia com ação pode formar um oceano.

Site: http://www.confrariadabarba.com.br

© 2021 Ueepa!