Blog Ueepa!

Entrevista com Pedro Julien

Designer Gráfico Voltar ao Início

Entrevista: Pedro Julien – Designer Gráfico https://www.behance.net/pjulien

Por que Designer Gráfico? O que te impulsionou a seguir por este caminho?

Definitivamente a curiosidade, e observação pelo sentido visual sempre me acompanharam. Acho que a escolha pela profissão foi uma resposta a este impulso. Para mim foi uma escolha bem natural. Realmente curto criar e resolver problemas a um nível mais sutil. E o design gráfico é um conjunto de ferramentas que me ajuda neste sentido.

Como foi o início da sua carreira?

Confesso que um pouco chato. Como estagiário, foi um momento de botar o pé no chão e aprender muito do que gosta e não gosta. Acho necessário o profissional passar por isso. Lembro-me de fazer anúncios para jornais de informática - achava muito chato e sacal, porém como disse, olho para trás e vejo que foi uma experiência necessária.

Quais os designers que você admira atualmente?

O designer Neville Brody, o estúdio Non Format, os designers e diretores de arte Mario Hugo, Jack Crossing, Leif Podhajsky. E brasileiros como Thiago Elias, Pedro Burneiko e Átila Meireles.

Você acredita no Designer brasileiro? Por que?

Sim. Somos muito criativos, essa acho que é uma resposta exata. Desenvoltos quando o assunto é achar uma solução. O brasileiro detém esse "DNA" de se desenvolver em meios adversos. Isso bem ou mal reflete nas suas decisões do dia a dia. Prova disso é que a mão de obra do designer brasileiro é bem vista por empresas que trabalham com criatividade lá fora.

Quais são suas maiores vitórias profissionais?

Acho que tenho muito a aprender ainda, mas com uma trajetória de alguns anos, posso me orgulhar de algumas pequenas conquistas como reconhecimentos no Behance Portfólio Reviews, Destaques em publicações e sites relacionados a design e ilustração. E ter oportunidade de trabalhar com agências bacanas fora do país.

Qual é a dica que você daria para aqueles que estão começando a carreira?

Aprender a observar e absorver. Mesmo que você não concorde. Porém é importante saber observar as coisas, não só em matéria de design, porém em tudo. Uma música, um objeto curioso, uma determinada árvore. Acredito que daí cria-se um senso crítico amadurecido e isso reflete diretamente em seu trabalho. E absorver o que te chama atenção e o que acha interessante. Sempre filtrando o "bom" e o "ruim".

5 de novembro: Dia do Designer Gráfico
Parabéns!

© 2021 Ueepa!